• Laura Origuela

Sem público, sem vitória?

Após a volta do futebol muitas coisas mudaram, uma delas foi a falta da torcida nos estádios. Se pararmos para analisar a tabela, não só do Brasileirão, mas de muitas competições internacionais também, veremos que o número de vitórias dos mandantes diminuiu.


O fator casa pouco faz diferença agora, os gritos vindos das caixas de som não chegam nem perto dos gritos fervorosos da torcida e as “pessoas” de papelão não fazem pressão nos seus jogadores, as vezes sentimos até como se estivéssemos assistindo à treinos. 

Além do aumento de vitórias fora de casa, o número de empates e cartões amarelos também cresceu, mas o número de dribles por jogo diminuiu. Jogadores afirmaram que sem a pressão da torcida ficam menos motivados a tentarem jogadas mais “deslumbrantes”. 


O Flamengo, por exemplo, que teve um péssimo início de temporada, além de deixar de arrecadar milhões com a venda de ingressos, teve uma queda de rendimento inesperada. Nenhum jogador chegou a falar sobre, mas essa queda pode ter tido ligação com a falta da Nação Rubro-Negra.


Poucas ligas já permitiram a volta do público, mesmo em número reduzido, entre elas a Ligue 1 (França) e a Premier League Russa de Futebol. Enquanto isso ligas como a Premier League (Inglaterra) e o Brasileirão lutam por esse direito, com datas ainda indefinidas.

0 comentário