• Mariana Costa

Quatro equipes e apenas duas vagas na final da Europa League, falamos sobre os confrontos

Sevilla, Manchester United, Inter de Milão e Shakhtar Donetsk lutam por duas vagas na final da Europa League.


As semifinais da Europa League foram definidas nos últimos dias 10 e 11 de agosto e agora temos apenas quatro equipes restantes na competição. Teremos dois grandes duelos vindo de quatro países diferentes da Europa, Inglaterra, Espanha, Itália e Ucrânia para decidir em solo alemão. Todos os clubes que restaram na disputa já venceram pelo menos uma vez a segunda competição mais importante da Europa. 

O Sevilla não é conhecido por ser o rei do torneio por acaso, nas últimas quatorze edições levou cinco troféus para casa sendo tricampeão seguidamente, 2005/06, 2006/07, 2013/14, 2014/15 e 2015/16. O Manchester United por jogar por quase trinta anos a Champions League, não teve tantas chances de vencer o troféu, mas acabou conquistando o seu primeiro e único título tem pouco tempo. Os Red Devils triunfaram em 2016/17 com José Mourinho no comando.

O Shakhtar Donetsk ganhou uma vez ao vencer o Werder Bremen por 2 a 1 na temporada 2008/09 com a legião de brasileiros entre os titulares, Willian (Arsenal), Fernandinho (Man City), Ilsinho (Philadelphia Union), Luiz Adriano (Palmeiras) e Jadson (atualmente sem clube, mas ex-Corinthians e São Paulo). A Inter de Milão também venceu a competição sendo os donos do troféu em três oportunidades nos anos 90, o clube italiano levou em 1990/91, 1993/94 e 1997/98 quando a taça ainda se chamava Taça da UEFA.  


Os quatro semifinalistas da Europa League. (Foto: Europa League)

Sevilla x Manchester United

Provavelmente, o confronto mais equilibrado dessas semifinais de Europa League. De um lado os espanhóis conhecem tudo da competição e mais uma vez tem uma boa equipe com jogadores diferenciados, principalmente no sistema defensivo que conta com Jesus Navas, Koundé, Carlos e Reguilón, além dos calejados Fernando, Banega e Suso. Lopetegui depois dos fracassos em Real Madrid e seleção espanhola, encontrou um ambiente propício e com bons jogadores, fazendo o elenco praticar um futebol de posse de bola, aproximação e o mais importante, com resultados. O quarto lugar na La Liga demonstrou que o clube está vivendo um belo momento. 

O Manchester United se mostra fortalecido dentro de campo, com vários jovens com potenciais que fizeram uma grande temporada. O ponto forte do time está no ataque com Martial, Rashford e Greenwood, juntos o trio marcou 44 gols na Premier League dois a menos que o fantástico e campeão tridente do Liverpool. Mas não são apenas eles que se destacam, Bruno Fernandes e Pogba são os motores e pensadores no meio-campo, com o português sendo peça fundamental na dinâmica da equipe. Na defesa, o United conta com os contratados Wan-Bissaka e Maguire, que ajudaram o Manchester ter uma das melhores defesas com mais clean sheets na Europa. Solskjaer começa a dar sua cara ao time, mas sabe que ainda tem muito a melhorar. 

Inter de Milão x Shakhtar Donetsk

A Inter de Milão é a favorita pela história, camisa e futebol, mesmo com rumores de uma possível saída de Antonio Conte do clube, já que ele tem sérios problemas com a direção. A Nerazzurri se apresenta com uma dupla de ataque que vive seus melhores momentos na carreira. Lukaku e Martínez tem belos números na época, principalmente o belga que marcou até o momento 31 gols em todas as competições. Como não poderia deixar de ser, a força da Inter se encontra no trio de defesa formado no momento por Godin, De Vrij e Bastoni, além de alas ofensivos e experientes como D'Ambrosio e Aslhey Young. Apesar de não praticar um futebol de encher os olhos, o clube de Milão é certeiro e solo. Dois quesitos que já vimos em outras Inter de Milão vencedoras. 

Seria injusto colocar o Shakhtar Donetsk como a zebra das semifinais, depois de tudo que o clube ucraniano fez nesses últimos anos na Europa. Mais uma vez os brasileiros são as notoriedades da equipe. Marlos, Júnior Moraes e Taison fazem grande temporada, sendo que os três marcaram 13, 26 e 11 gols respectivamente, em todas as competições. Outros que são titulares na equipe é Dodô (ex-Santos) e Alan Patrick (ex-Flamengo, Inter, Palmeiras e Santos). Mas não são apenas os "brazucas" que tem destaque no elenco, os ucranianos e experientes, Kryvtson, Pyatov e Stepanenko tem vários anos de casa e muitos títulos na carreira na Ucrânia, sendo três pilares do clube na última década. A hora de trazer outro troféu é agora. 

0 comentário