• Bruno Lobão

Pré-jogo: Libertad x Jorge Wilstermann


Foto: Reprodução/Twitter

Uma das maiores "surpresas" da Libertadores até o momento, o Jorge Wilstermann irá enfrentar o Libertad na fase de oitavas de final. Em um grupo equilibrado, com Athletico-PR, Peñarol e Colo-Colo, a equipe boliviana conseguiu a liderança da chave no último jogo, com dez pontos ganhos - 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas.


O Libertad, por sua vez, sofreu para conseguir a classificação no Grupo H. Na última rodada, a equipe perdia para o Independiente Medellín por 4 a 1 dentro de casa, mas conseguiu diminuir na reta final e herdou a vaga por um único gol de saldo. Teve a pior campanha da fase de grupos, terminando com apenas sete pontos. O jogo de ida ocorrerá nesta quarta-feira (25), em Assunção, no Paraguai.


FICHA TÉCNICA


Jogo de ida: Libertad x Jorge Wilstermann Data: quarta-feira, 25 de novembro Local: Estádio General Pablo Rojas Horário: 21h30 Transmissão: Fox Sports Jogo de volta: Jorge Wilstermann x Libertad Data: quarta-feira, 2 de dezembro Local: Estádio Municipal Félix Capriles Horário: 21h30 Transmissão: Fox Sports


ESTATÍSTICAS DA TEMPORADA

O momento do Libertad não é dos melhores. A equipe dirigida por Gustavo Morínigo venceu apenas duas das últimas seis partidas, ocupando a sexta colocação no Torneo Clausura. No primeiro turno, os paraguaios terminaram na terceira posição, com 44 pontos em 22 jogos. Além disso, faz uma campanha muito fraca na Libertadores: somente duas vitórias até o momento. Em 2020, foram 34 jogos, 18 vitórias, 6 empates e 10 derrotas, aproveitamento geral de 58,8%.

Sem a disputa do Campeonato Boliviano, o Jorge Wilstermann está sem jogos oficiais desde o dia 20 de outubro, quando venceu o Colo-Colo ainda pela Libertadores. Desde a volta do futebol na América, fez apenas quatro jogos - duas vitórias, um empate e uma derrota. Antes da paralisação, foram 14 partidas disputadas, com 7 vitórias, 2 empates e 5 derrotas, aproveitamento no ano de 55,5%.


COMO JOGAM


Morínigo costuma armar o Libertad no 4-4-2 em linha, com dois meias centrais, dois pontas e dois atacantes, que fazem variações e inversões a todo momento dentro de campo. É um time que não costuma ter muito a posse da bola, mas que consegue criar muitas oportunidades claras de gol em toques rápidos. Apresenta muita força física e tem ótimo poderío nas bolas aéreas, o que pode ser um fator crucial nesse confronto.


Seus meias centrais, Blás Cáceres e Sérgio Aquino, são jogadores de recuperação de bola, mas que podem ser extremamente úteis na criação de jogadas, com passes verticais em direção ao principal articulador da equipe, Sebástian Ferreira. Nas pontas, Antonio Bareiro é o responsável pelo setor direito, enquanto o jovem Sanabria se posiciona no extremo esquerdo, dando velocidade e amplitude à equipe paraguaia. Junto de Ferreira, joga Héctor Villalba, atacante de 26 anos.


No geral, é uma equipe sem grandes qualidades técnicas, mas que compensa as deficiências com muita entrega e força de vontade. Entra com um leve favoritismo, mas não está no nível dos gigantes do continente.

Prováveis escalações de Libertad (dir.) x Jorge Wilstermann (esq.) - Via: TacticalPad

Treinado por Cristian Díaz, o Jorge Wilstermann tem jogado no 3-4-2-1 na Libertadores, buscando reforçar a marcação diante de rivais considerados mais fortes. Em casa, é uma equipe que dá trabalho. Muito por conta da altitude da cidade onde joga, já que consegue impor velocidade, intensidade e posse de bola, fazendo a bola "correr" mais que o adversário. No entanto, quando viaja para fora da Bolívia sente muitas dificuldades, ainda mais por ser teoricamente inferior às equipes de maior investimento.


Utiliza um trio de zaga sólido, dois alas que conseguem atacar e defender simultaneamente, meias com característica de passe e marcação, e um ataque rápido. Como fez poucos jogos em 2020, as características da equipe boliviana ainda não estão muito claras no momento atual, mas espera-se um time bem postado atrás, buscando sempre o contra-ataque para surpreender o Libertad.


DESTAQUES

Foto: Reprodução/Twitter

O destaque do Libertad é Sebástian Ferreira, atacante paraguaio de 22 anos. É o artilheiro dos albingeros na temporada, com 19 gols marcados em 30 jogos, além de ser o principal goleador do time na Libertadores, balançando as redes em três oportunidades. Se a equipe paraguaia conseguir a classificação, fatalmente Ferreira estará diretamente envolvido. Revelado no Olímpia, o jogador ainda teve uma boa passagem pelo futebol mexicano, antes de retornar à terra natal em julho deste ano. Seu valor de mercado atual está na casa dos €4 milhões.


No lado boliviano, pode-se destacar o brasileiro Serginho, de 35 anos. Embora não tenha números expressivos, ele é quem articula a grande maioria das jogadas da equipe, sendo peça chave no conjunto do técnico Cristian Díaz. Talvez comece no banco, devido à problemas na parte física. Aqui no Brasil, Serginho atuou por várias equipes do futebol paulista, e era jogador do XV de Piracicaba antes de chegar ao Jorge Wilstermann.


ANÁLISE DO CONFRONTO


Creio que serão dois jogos equilibrados. O Libertad tem um elenco melhor, mas não vive uma boa fase. O Wilstermann está há muito tempo sem jogar, e talvez sinta a falta de ritmo de jogo. A ideia da equipe boliviana provavelmente será tentar segurar um empate no jogo de ida para levar a decisão para o seu estádio, que se encontra em uma altitude de 2.560m. Porém, nas partidas fora de casa não tem conseguido bons resultados. Acredito que os paraguaios irão largar na frente nesse duelo de 180 minutos, e dessa forma tentarão segurar a classificação em solo boliviano. É um confronto complicado de prever, talvez o jogo de menor nível técnico da fase de oitavas de final, e independente de quem passar, creio que não terá um futuro longo na competição.


HISTÓRICO DAS EQUIPES


Este será o primeiro duelo entre Libertad e Jorge Wilstermann na história. Não há registros de partidas em torneios CONMEBOL entre as duas equipes.

0 comentário