O Poder da Perseverança - Vida de Jogador #1


03 de Janeiro de 2002, Campinas, São Paulo. Era uma tarde de quinta-feira, e meus pais se organizavam para ir ao hospital. Meu nascimento estava planejado para o dia seguinte, mas enquanto a minha mãe tomava banho, a bolsa estourou e a minha chegada foi um pouco antecipada. Já no hospital, quando o relógio marcava 22h12, eu vinha ao mundo. Sei que nasci com 50 centímetros e 3,900 kg. Pra pegar essas informações, eu fui atrás do meu "álbum de bebê".

Lá também dizia que meu primeiro banho foi com dois dias, num Sábado, ou seja, desde sempre eu faço valer a famosa frase: "banho só de Sábado". Já na minha humilde residência, bom, eu não lembro de mais nada daquela época. Vamos pular para 2005. Dificilmente nos recordamos de situações que vivemos com pouca idade, na época em questão eu tinha 3 anos, mas me recordo muito bem. Era um dia comum, até que depois do jantar, enquanto eu assistia uma fita cassete dos Looney Tunes, comecei a escutar uma discussão na cozinha.

Por mais que eu não entendesse nada, lembro que mesmo com o meu medo e a minha preocupação, eu não parei de assistir meu desenho.

Discussão vai, discussão vem, e eu não sabia, mas ali os meus pais se separavam. Depois disso, eu não lembro de mais nada. Talvez você que esteja lendo já tenha passado pela mesma situação que eu, e sabe como dói e é difícil, mas guarde bem o que eu vou dizer, nada nessa vida é por acaso; nada mesmo.


Na próxima parte da minha história contarei quando completei 4 anos, e entrei na minha primeira escolinha de futebol. E foi ali que tudo começou.


Até sexta que vem!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo