• João Lamêgo

Macaé em busca da vitória: Leão enfrenta o Gigante da Colina atrás dos três pontos

Em jogo marcado pela ansiedade antes mesmo da bola começar a rolar, principalmente pelos sucessivos adiamentos, o Macaé duela contra o Vasco neste domingo, dia 28 de junho. Em um São Januário vazio, a partida será transmitida pela TV Globo para todo o Brasil, a partir das 16h (no horário de Brasília).


Devido a um decreto municipal de Macaé, que prezava pela adoção de medidas preventivas contra o alastramento do Corona Vírus, o time Alvianil Praiano vem se preparando para a partida em Xerém, desde o dia 16 desse mês.


Preparação esta que foi considerada adequada por Gedeil, o capitão do time:


‘’Com o desentendimento de datas nos jogos de Botafogo e Fluminense, acabamos ganhando dias a mais para treinar, o que de certa forma foi positivo.’’

O volante, ídolo da torcida do Leão, complementou dizendo que todos os jogadores do elenco estão motivados para entrarem em campo, focados e ansiosos para que a rotina de jogos retorne.


Gedeil em ação em uma partida do Macaé contra o Vasco, em 2014, mesmo ano em que o volante foi campeão da Série C pelo Macaé. / Foto: Rui Porto Filho/Agência Estado
Gedeil atuando contra o Vasco pelo campeonato carioca em 2014, ano em que levantou o troféu de campeão da Série C pelo clube azul alvianil. / Foto: Rui Porto Filho/Agência Estado

Em seguida, quando questionado se os defensores do Macaé estariam confiantes para enfrentar o ataque vascaíno, Gedeil contou que o empenho macaense será total para impedir as ações ofensivas do Vasco, independentemente do centroavante titular. Espera, acima de tudo, realizar uma boa marcação com os outros defensores para neutralizar Cano, Talles e Ribamar, e que a máxima ‘’Gol do Ribamar’’, da música de Mc Nandinho, não aconteça. Assim como nenhum gol do Vasco. O que facilmente ocorreria se apenas dependesse da enorme força de vontade dos atletas do Leão.


Tudo para que o Macaé saia com um bom resultado dessa partida, pois além de manter esperanças na difícil classificação para a fase final, o time da Zona Norte Fluminense precisa ganhar as duas partidas que faltam do campeonato para se garantir na Série A do Carioca em 2021, isto é, sem depender dos resultados dos jogos das outras equipes.


Então, com os olhos do Brasil inteiro voltados para o confronto, a vitória será essencial para os planos macaenses na competição. Mesmo que o treinador da equipe, Charles Almeida, ainda não tenha revelado os titulares nem ao menos para seus jogadores, baseando-se nos últimos jogos, o Macaé deve ir ao campo com o possível time:


O 4-3-3 do Macaé: grande liberdade para Maranhão e Madison explorarem os espaços livres do campo, com as ultrapassagens de Filippe Formiga e Júnior Santos sendo cruciais para confundir a defesa adversária. / Arte: João Lamêgo

Se mantiver a forma que estava antes da paralisação, o goleiro Jonathan tem tudo para ser a pedra no sapato dos jogadores cruz-maltinos. Em seu último jogo, defendeu nada menos dois pênaltis contra a equipe do Resende, o que garantiu a suada vitória de 1 a 0 do Macaé no confronto. Também será necessário bastante força e cooperação defensiva de Tatuí, André Ribeiro e Gedeil, à fim de que o time possa ter reais chances de pontuar no Rio de Janeiro.


Enquanto isso, no meio de campo, Wagner Carioca e Julinho serão responsáveis principalmente por cobrir o avanço dos laterais – indispensáveis para a criação de jogadas ofensivas no esquema do Macaé –, e enxergar passes para Madison e Maranhão receberem a bola em boas condições de partir para a cima dos adversários. Com a sombra do maior artilheiro da história do Macaé no banco de reservas – Jones com 72 gols -, Alexandro Créu precisará ser cirúrgico em suas finalizações para trazer alegria à torcida macaense.


Pelo outro lado, o time provável do Vasco que deve vir à campo é: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Leandro Castán, Ricardo Graça e Henrique; Andrey, Fellipe Bastos e Bruno César; Martín Benítez, Talles Magno e Germán Cano.


Com escalações bem parecidas, ao menos em termos táticos, ambas as equipes têm o estilo de jogo com três homens de maior poder de marcação no meio de campo e a válvula de escape é sempre pelos lados: o confronto promete ser um belo jogo. Um pouco bruto e de bastante pegada, talvez.


Mas com certeza também será de brilho, jogadas rápidas, tabelas inteligentes e, principalmente, contribuirá com seu papel social extra-campo: o de levar aos olhos do torcedor o primeiro jogo de futebol brasileiro ao vivo em televisão aberta após mais de três meses - que na verdade mais pareceram anos.




1 comentário

Posts recentes

Ver tudo