• Bruno Lobão

Acabou a espera: Liverpool campeão da Premier League

Atualizado: 17 de Jul de 2020

Depois de 30 anos, o torcedor do Liverpool finalmente pode soltar o grito de campeão inglês. A última conquista havia sido em 1990, antes mesmo da criação da Premier League - que viria a surgir 2 anos depois. Na ocasião, os Reds liderados por Kenny Dalglish, Ian Rush, John Barnes e companhia, somaram 79 pontos e levantaram a taça com uma larga vantagem. Mas de lá pra cá, muitas frustrações. Talvez a mais dolorosa tenha sido em 2014, quando o viu o título - literalmente - escorregar sob responsabilidade do capitão e ídolo máximo, Steven Gerrard.


Bateu na trave também em 2019, com apenas uma derrota no campeonato inteiro. Mas esse ano era o ano. O ano de coroar uma torcida que enfrentou muitas tempestades, mas que nunca deixou seu jogadores caminharem sozinhos. Coroar um trabalho longo, que vem sendo plantado há quatro temporadas, e que deu os frutos com muito merecimento. O Liverpool mudou a maneira de jogar. E veremos juntos, a partir de agora, as melhores partidas da equipe na campanha do tão sonhado título nacional.


LIVERPOOL 3x1 MANCHESTER CITY

Uma vitória convincente, diante do principal concorrente ao título e com muita festa da torcida em Anfield. No dia 10 de novembro de 2019, o Liverpool passou por cima do Manchester City e consolidou mais ainda o favoritismo rumo ao título da Premier League. Fabinho, logo aos 6 minutos, acertou uma bomba indefensável e abriu o placar para a equipe da casa. Mo Salah, apenas 7 minutos depois, ampliou de cabeça, após grande cruzamento de Robertson. O City até tentou chegar, mas parou em um Alisson inspirado.


No segundo tempo, a equipe de Klopp voltou impondo pressão. Aos 6 minutos, Sadio Mané marcou o terceiro gol, também de cabeça. Com o placar sob controle, os Reds apenas administraram a partida, mas não conseguiram evitar o gol de honra de Bernardo Silva, aos 33'. Era a décima primeira vitória em doze jogos do futuro campeão.


LIVERPOOL 5x2 EVERTON

Sem tomar conhecimento do rival, o Liverpool aplicou uma bela goleada para cima do Everton, em Anfield Road. Com apenas 6 minutos, Mané encontrou Origi, que driblou Pickford e inaugurou o marcador. Dez minutos depois, nova assistência de Mané para Shaqiri, que com um leve toque fez o segundo. Início avassalador dos Reds! Michael Keane descontou para os Toffees, mas nada que atrapalhasse o massacre vermelho. Origi, aos 31', recebeu lindo lançamento de Lovren e tocou por cobertura, marcando o terceiro. E o quarto ainda viria antes do intervalo. Sadio Mané, que iniciou o contra-ataque, recebeu de Arnold e finalizou no canto, sem chances para o goleiro adversário. Logo depois, Richarlison descontou novamente para os visitantes. No segundo tempo, a equipe de Klopp apenas controlou o resultado, e Wijnaldum deu números finais ao jogo, já nos acréscimos.


LEICESTER 0x4 LIVERPOOL

Bater o terceiro colocado, jogando fora de casa, é uma missão complicada. Não para o Liverpool. Aos 31 minutos, Alexander-Arnold cruzou na medida para Roberto Firmino marcar o primeiro de cabeça. O domínio dos Reds continuou durante o jogo todo, até que Milner, aos 26', ampliou de pênalti. Logo em seguida, a dupla voltou a aparecer: Arnold cruzou, Firmino dominou e finalizou no ângulo, sem chances para Schmeichel. 4 minutos depois, foi a vez de Alexander-Arnold, que já havia contribuído com duas assistências, marcar o dele e fechar o caixão do Leicester.


LIVERPOOL 4x0 CRYSTAL PALACE

Depois de vários meses, o Liverpool voltou à sua casa - sem torcida dessa vez - para enfrentar o Crystal Palace. E deu show! Arnold, em linda cobrança de falta, colocou os Reds em vantagem, aos 23'. No final da primeira etapa, Fabinho deu belo lançamento para Salah, que dominou e finalizou sem chances para Hennessey, ampliando o marcador.


No segundo tempo, o time continuou colocando muita pressão, e Fabinho acertou mais uma paulada de fora da área para marcar o terceiro. 15 minutos depois, foi a vez de Mané tabelar com Salah, invadir a área e concluir com extrema classe, finalizando o placar em 4 a 0. Vale lembrar que, o domínio dos comandados de Klopp foi tão absurdo, que o Palace não chegou a pisar na área do Liverpool durante os 90 minutos. Foi a primeira vez que isso aconteceu na história da Premier League, desde que a estatística passou a ser contada em 2008. Impressionante! Foi, também, o jogo que sacramentou o título, confirmado na última rodada.

Parabéns ao Liverpool, aos jogadores, diretores e comissão técnica. E em especial, Jürgen Klopp. Assumiu um time desmotivado e teve muita competência para montar a máquina que é hoje, construindo a partir do zero. Acima de tudo, fez a apaixonada torcida voltar a sorrir e acreditar, cada dia mais, que ao final da tempestade há um céu dourado. Walk on, LFC!

9 comentários