Grandes lendas que atuaram apenas por um clube

Atualizado: 21 de Ago de 2020

No futebol atual se tornou algo normal jogadores trocarem de clubes e até mesmo ir de um rival para outro. Não vejo isso como um problema, afinal é algo que pode gerar mais rivalidade ainda para o futebol, mas sejamos sinceros, as histórias de jogadores que honraram uma única camisa no futebol são lindas e no mínimo invejáveis.


Pensando nisso, resolvemos fazer uma escalação de jogadores que só vestiram uma camisa a sua carreira inteira. Não é uma tarefa fácil e alguns ficarão de fora, no entanto para não haver injustiças faremos menções honrosas aos jogadores que ficaram de fora dessa convocação.

Foto: Acervo Original


Goleiro

Foto: Reprodução/AP

Uma máxima do futebol é que para um time ser campeão, tem de ter um bom goleiro, sendo assim nada mais justo do que começarmos por jogadores que muitas vezes operam milagres. Primeiro vamos falar das menções honrosas que na posição ficam para Marcos, que vestiu durante 20 anos e por 534 vezes a camisa alviverde palmeirense. Outro que também jogou por 20 anos no mesmo clube foi Lev Yashin. Ele vestiu a camisa do Dinamo Moscou em 326 oportunidades. Para encerrar as menções, cito aqui o goleiro alemão Sepp Maier, ídolo do Bayern de Munique, onde fez 623 partidas em 14 anos de história.


No entanto, nenhum desses supera a marca e idolatria de Rogério Ceni com a camisa do tricolor paulista. O “M1TO” chegou ao São Paulo Futebol Clube em 1990 e encerrou sua carreira em 2015. Lá, o agora treinador, ganhou inúmeros títulos e conquistou recordes incríveis. Em 25 anos de clube, Rogério fez 1237 partidas e se tornou o jogador com mais jogos por um clube da história mundial do futebol, além de ter marcado 132 gols e se tornar, também, o maior goleiro artilheiro da história.


Lateral Direita

Foto: Reprodução

Na lateral temos apenas uma menção honrosa, ao grande lateral direito, campeão mundial em 81 com o Flamengo, Leandro, que jogou no clube de 1978 até 1990 e fez 415 jogos em 12 anos de clube.

Mas o escolhido para a posição vem da Inglaterra e não poderia ser diferente, pois foi, durante muito tempo uma das grandes lideranças do Manchester United, estamos falando dele, Gary Neville. O ex-futebolista, fez 602 jogos com a camisa dos “Red Devils” em 19 anos de clube e pasmem foi campeão nacional por doze vezes e bicampeão da UEFA Champions League.


Zagueiros

Foto: Reprodução

Tony Adams e Jamie Carragher são zagueiros históricos de seus clubes. O primeiro tem 669 jogos em 19 anos de clube, vestindo a camisa do gigante londrino Arsenal. Já “JC”, como é conhecido pela torcida, teve sua carreira um pouco mais curta, 17 anos, no entanto fez mais partida vestindo a camisa do Liverpool, tendo jogado em 737 partidas. Porém, ambos os zagueiros não obtiveram o mesmo sucesso dos três que escolhi para meu time, sim irei escalar o time com três defensores e logo menos vocês entenderão o porquê dessa “retranca”.


Foi impossível deixar um desses de fora da seleção, pois os escolhidos foram Paolo Maldini, Franco Baresi e Carles Puyol. Entenderam agora minha dificuldade?


Enfim, Maldini tem uma história intocável no Milan, assim como seu pai, a história da família é tão grande que recentemente o clube colocou em seu estatuto que somente um membro da família poderá usar a camisa 3 do clube novamente. Paolo fez 902 jogos em 25 anos de clube, jogou de zagueiro e de lateral esquerdo, ganhando inúmeros títulos pelo clube milanês. E se estamos falando de Milan, não podemos nos esquecer de Baresi, que inclusive atuou ao lado de Maldini, afinal o ex-jogador, atuou no clube de 77 a 97, honrou a camisa durante duas décadas e foi o cherife do San Siro em 719 partidas.


Além dos italianos, pudemos assistir ao espanhol Carles Puyol, que atuou pelo Barcelona, durante 15 anos e foi exemplo de raça e amor a camisa em todos os 593 jogos que fez pelo clube. Ele é o que menos tem jogos e anos pelo clube, dentro dos que citei, mas Carles representou e representa até hoje o clube catalão, impossível pensar em Barcelona e não lembrar de Puyol.


Lateral Esquerda

Foto: Reprodução

Nessa posição não iremos citar ninguém além dele, Nilton Santos. O brasileiro que ficou conhecido como a “enciclopédia do futebol”, por ter um conhecimento muito abrangente de futebol e ser um jogador muito completo, atuou durante 16 anos no glorioso Botafogo do Rio de Janeiro. Por lá fez 723 partidas e foi bicampeão mundial com a seleção brasileira nas copas de 58 e 62. O destaque do craque foi tanto que ele inclusive deu nome ao estádio onde o Botafogo manda seus jogos atualmente.


Meias

Foto: Getty Images

Para o setor de meio campo, foram escolhidos dois jogadores que já se aposentaram e um que ainda está em atividade. Existem outros jogadores do setor que jogaram por apenas um clube como Xabi Prieto que jogou 15 anos no Real Sociedad, mas acreditamos que esses 3 anos tenham sido mais relevantes.


Dessa maneira, escolhemos Ryan Giggs, Paul Scholes e Thomas Muller como os meias do nosso time.

Giggs e Scholes jogaram a vida inteira no Manchester United e junto de Neville formaram parte da famosa “classe de 92”. O primeiro jogou por incríveis 24 anos e fez 966 jogos com a camisa do United. Já Scholes jogou um pouco menos, foram 19 anos e 718 jogos com o clube, ele inclusive tem a historia de ter se aposentado do clube e receber uma ligação de Ferguson, pedindo para que voltasse ao time, ele volta e ainda se consagra mais uma vez campeão da Premier League.


Por fim e não menos importante, Thomas Muller. O camisa 25, estreou na equipe bávara em 2008, já são 533 jogos e 200 gols em 12 anos de clube. Muller está aqui por sua alta versatilidade, começou a carreira como atacante, já jogou como ponta e hoje figura como um meia armador da equipe. Além disso, tem apenas 30 anos e deve ficar mais alguns anos no clube.


Atacantes

Foto: Getty Images

Poderíamos citar aqui Pepe do Santos que defendeu o Santos por 14 anos, ou o alemão Marco Bode que defendeu o Werder Bremen durante toda sua carreira. Mas optamos por um italiano e um argentino e sim, estamos falando de Lionel Messi e Francesco Totti.


O argentino chegou a equipe principal da Catalunha em 2004 e desde então defende a camisa do clube. Já são 731 jogos e espetaculares 634 gols. Messi tem 33 anos e continua atuando em alto nível, deve ter mais alguns anos de carreira e por mais que a situação do Barça, no momento, não seja das melhores e que existam rumores de sua saída, Leo ainda continua por lá.


Se o argentino ainda joga, seu companheiro de ataque já se aposentou. Totti vestiu a camisa da Roma em 786 oportunidades e marcou 307 vezes em 25 anos de clube. O italiano recusou proposta do Real Madrid no auge de sua carreira e já no final dela recusou propostas milionárias de clubes chineses para se aposentar em seu time de coração e onde fez história.

Sendo assim nossa seleção foi escalada em um 5-3-2 com: Rogerio Ceni; Gary Neville, Puyol, Baresi, Maldini, Nilton Santos; Paul Scholes, Ryan Giggs, Thomas Muller; Messi e Totti.


E ai torcedores, essa seleção iria longe numa Copa do Mundo?


Leia Também: https://www.onagaveta.com.br/post/para-onde-pode-ir-messi-caso-saia-do-barcelona

0 comentário