• phvo1998

Está nascendo um novo líder

Não é no morro do Pau da Bandeira, mas é em Paris que há um novo líder nascendo. Um jogador que tem números impressionantes, tendo recebido apenas um cartão amarelo durante a temporada 2019/2020, e que faz a sua titularidade ser indiscutível no PSG e na seleção brasileira. Cotado para ser o novo capitão do time francês na próxima temporada, já que Thiago Silva deve sair da equipe, Marquinhos surge como o jogador que ocupará esse espaço deixado pelo Monstro.

Não só apenas pelos dois jogos que marcou nesse final eight da UEFA Champions League, mas pelo que vem desempenhando dentro dos gramados, Marquinhos, aos 26 anos, parece estar chegando no ápice de sua carreira. Inteligente, com uma visão de jogo primorosa e participativo no ataque, o brasileiro não deixa dúvidas que será em poucos anos um dos melhores defensores do futebol mundial. Além das suas atuações, Marquinhos já é um dos líderes do elenco milionário do Paris Saint-Germain, sendo ouvido e respeitado por todos os companheiros e sendo idolatrado pela torcida parisiense.

Marquinhos comemora o gol que fez contra o Leipzig pela semifinal da Champions. Reprodução: Esporte Interativo

Com a braçadeira de capitão, com as atuações que têm e com o respeito dos atletas, da torcida e da comissão técnica, Marquinhos obtém em suas mãos a chance de se tornar o grande líder do PSG rumo às glórias. Mas do que ser um líder dentro de campo, onde a responsabilidade cai nos colos de Neymar e Mbappé, o brasileiro será um mentor fora dos gramados, quando ocorrerem crises e eliminações, como aconteceu nas últimas temporadas.

Para nós brasileiros isso tudo é maravilhoso, pois o zagueiro ocupará a lacuna deixada por Thiago Silva no PSG e na Seleção Brasileira, que amarga uma fila de 18 anos, será de 20 anos na próxima Copa do Mundo, sem levantar a maior competição do futebol. Como o companheiro, Marquinhos será um líder nato, aquele que lidera o seu grupo e se põe na frente de todos na hora de decidir e enfrentar as críticas da torcida e da imprensa.


Marquinhos tem tudo para brilhar e comandar a sua seleção e sua equipe nos próximos anos. Futebol para isso ele já mostrou que tem, agora deve chegar a hora de mostrar o seu papel de líder.


Leia Também: https://www.onagaveta.com.br/post/principais-candidatos-a-melhor-do-mundo-em-2020


0 comentário