Corinthians: Quem será o novo treinador do clube?

Sem técnico desde a demissão do Tiago Nunes na última sexta-feira, o Corinthians segue em busca de um novo comandante. Enquanto a diretoria não escolhe um nome, Dyego Coelho, treinador do sub-20, está no comando. No último domingo, ele já esteve à beira do campo e o time saiu derrotado pelo Fluminense, no Maracanã. No retorno para São Paulo, a delegação corintiana foi alvo de protestos de torcedores organizados no Aeroporto de Guarulhos.

Já que Andrés Sanchez ainda não definiu um nome, o @NGaveta trouxe cinco possíveis treinadores que podem assumir o clube.


1. Dunga

Foto: Gazeta do Interior


Sem trabalhar desde sua saída da Seleção Brasileira em 2016, Dunga se tornou um forte candidato a dirigir o Timão, após Neto, apresentador do Os Donos da Bola, afirmar que o Corinthians tem interesse na contratação do treinador gaúcho. O ex-jogador aprovou a possível escolha do clube paulista e disse que ele é o melhor técnico disponível no mercado. Posteriormente, Dunga negou qualquer tipo de conversa com a diretoria corintiana.


Como jogador, Dunga teve uma breve passagem com a camisa do Corinthians. O volante jogou entre 1984 e 1985, vindo do Internacional ainda jovem. A passagem pelo Parque São Jorge, porém, não rendeu títulos.


2. Abel Braga

Foto: Geraldo Bubniak / Light Press


Indiscutivelmente, Abel Braga é um dos grandes treinadores do futebol brasileiro. Possui currículo invejável. Bem como, teve seu nome citado na última entrevista coletiva do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. Apesar disso, os últimos anos não foram tão bons e é perceptível a queda de qualidade em seus trabalhos. Em 2019, Abelão teve à sua disposição o poderoso elenco do Flamengo, e, mesmo com o título carioca, não conseguiu extrair o máximo dos jogadores. Sob seu comando, o time da Gávea até vencia, mas passava longe de convencer. Depois disso, ele assumiu o Cruzeiro, que já vivia situação delicadíssima no Brasileirão e buscava sair da degola de qualquer jeito, mas Abel – assim como os outros treinadores – não conseguiu evitar a queda.


Em 2020, o técnico carioca teve a oportunidade de virar a página, assumindo o Vasco, clube onde teve maior destaque na sua carreira como jogador. No gigante da colina, ele realizou o seu pior trabalho. Mesmo jogando o (fraco) Campeonato Carioca, a equipe de Abel nem sequer conseguiu classificar para as semifinais das Taças Guanabara e Rio. Na curta passagem, foram 14 jogos, quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas.


3. Dorival Júnior

Foto: Marcos Riboli


Dorival foi demitido recentemente do Athletico Paranaense. Ele chegou em 2020 e até foi campeão estadual, mas o fraco início do clube no Brasileirão foi suficiente para o treinador não seguir no cargo. Pelo furacão, foram 18 jogos, nove vitórias, três empates e seis derrotas. Sem clube desde então, é um grande candidato a assumir o Corinthians. Curiosamente, ele já comandou Palmeiras, São Paulo e Santos. Para fechar os grandes paulistas, só resta treinar o Timão.


Na entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (15), Andrés citou o nome do treinador. “Abelão, Dorival, se formos enumerar aqui, a cada duas horas vai aparecer um nome. Rogério é um grande profissional, está se mostrando um grande treinador. Temos opções, vamos ver o que acontece", concluiu.


4. Rogério Ceni

Foto: Mauro Horita / Estadão


Esse é o nome mais improvável de aceitar um convite do Corinthians. Com um trabalho sólido no Fortaleza, Ceni já está empregado e não possui interesse em trocar de ares. Além do mais, Rogério é um dos maiores ídolos do São Paulo, rival do alvinegro. Nesta terça-feira, o nome do treinador foi citado na entrevista coletiva do Andrés. Rapidamente, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, rebateu a declaração do dirigente corintiano.


Me sinto feliz e envaidecido quando o nome de qualquer profissional do Fortaleza é citado para trabalhar em um grande clube, mas também, em alguns momentos tenho o sentimento de que o clube é esquecido. Se fala do Rogério Ceni como se ele tivesse disponível no mercado, como se não tivesse empregado, como se tivesse aqui (no Fortaleza) há três anos” - Rogério Ceni.


5. Felipão

Foto: Gazeta Press


Felipão é o mais vencedor dos técnicos desempregados no momento. Ele tem no currículo o maior título que um treinador de futebol pode conquistar: a Copa do Mundo com a seleção brasileira em 2002. Após ser demitido do Palmeiras no ano passado, Scolari ainda não assumiu um time.

Como já dissemos, o currículo do treinador dispensa comentários, e mesmo que o coloquem como um ‘medalhão’, Felipão é o último treinador brasileiro a conquistar o Brasileirão (em 2018).


Talvez o que dificulte o negócio, além do lado financeiro, seja sua forte identificação com o Palmeiras, arquirrival do alvinegro. Mas de acordo com o jornalista Fábio Sormani, dos canais Fox Sports, isto não seria um empecilho. “Conversei com um amigo próximo ao Felipão, ele (Felipão) topa (dirigir o Corinthians). Não tem isso de Palmeiras. Se for uma proposta boa, aceita. É dedicação total”, relatou.


Leia também:

5 jogadores brasileiros que fracassaram na Europa

https://www.onagaveta.com.br/post/5-jogadores-que-fracassaram-na-europa


5 jogadores que atuaram por dois rivais

https://www.onagaveta.com.br/post/5-jogadores-que-atuaram-por-dois-rivais

O que esperar dos times brasileiros na libertadores?

https://www.onagaveta.com.br/post/o-que-esperar-dos-times-brasileiros-na-libertadores