• phvo1998

As principais equipes europeias da temporada 2020/2021

A temporada 2020/2021 do futebol europeu começou nesse mês de setembro e o Na Gaveta vem listra as principais equipes do Velho Continente, que são os times favoritos na UEFA Champions League e em suas ligas nacionais.

Paris Saint-Germain

Liderados por Neymar, o PSG sonha em conquistar a Europa. Reprodução: UOL

Começamos com o Paris Saint-Germain. Vice campeão da última Champions, o Paris parece ter amadurecido durante o mata-mata de Lisboa, chegando a sua inédita final. Dessa forma, com craques como Navas, Veratti, Marquinhos, Neymar, Mabppé e Di Maria, a equipe francesa sofre de dois problemas.

Primeiramente o contraste no elenco, com setores fraquíssimos dentro de campo. Desse modo, a defesa como um todo sofre bastante com a falta de jogadores técnicos, o que deixa o goleiro Navas muito vulnerável. Além disso, a falta de reposição complica muito o PSG, que não tem boas peças para entrar no segundo tempo e modificar a partida.

Somado-se a isso, o treinador Thomas Tuchel não consegue dar um esquema tático característico a equipe, além do time jogar muito espaçado dentro das quatro linhas. Porém, na França o domínio deve continuar, já na Champions mesmo o Paris não tendo um ótimo conjunto, os craques podem levar os parisienses ao título europeu.

Bayern de Munique

O Bayern começou a nova temporada com encerrou a última, conquistando um título europeu. Reprodução: UOL

O Bayern de Munique foi um rolo compressor após a chegada do técnico Hans Flick em novembro de 2019. Logo, conquistando a tríplice coroa na última temporada, o clube alemão se manteve como uma das melhores equipes do continente ao manter a base campeã da Champions League.

O Bayern perdeu bons jogadores nessa janela como o brasileiro Coutinho, o croata Perisic e a peça central do time: o espanhol Thiago Alcantara. Por outro lado, com a chegada de Sané, o Bayern repôs o lugar deixado vago por Perisic.

A lacuna deixada por Thiago pode ser preenchida, pois o Bayern é um time compacto, com diversidades na hora de armar o jogo e muito bom tecnicamente, com nomes como Lewandoski, Neuer, Gnabry, Alaba, Davies e Cia., os bávaros tendem a manter a hegemonia na Alemanha e brigar pelo bi campeonato europeu.

Chelsea

A equipe de Londres promete muito, mas não começou bem a temporada. Reprodução: DAZN

O Chelsea surge nessa temporada como o time a desafiar o domínio de Manchester City e Liverpool na Inglaterra, além de sonhar em ter a Europa novamente, como em 2012. Para isso os Blues gastaram muito nessa janela de transferências, pois trouxeram ótimos jogadore como: Havertz, Timo Werner, Ziyech, Sarr e Thiago Silva. Dessa forma, os novos comandados de Lampard tem tudo para fazer o Chelsea retornar aos dias de glória.

Apesar disso, o clube londrino sofre com problemas na defesa, principalmente com o goleiro Kepa, que não passa confiança aos torcedores e a comissão técnica do clube. Contudo, apesar desse grave problema na equipe, o Chelsea é uma das grandes promessas da temporada por ter um time muito bom tecnicamente e um treinador jovem que conhece muito o clube, afinal estamos falando de Frank Lampard, um dos maiores ídolos dos Blues.

Liverpool

A jornada de Thiago no Liverpool pode render muitos títulos. Reprodução: UOL

Klopp conquistou a tão sonhada Premier League no ano passado, mas isso parece não ser o bastante para a mídia. Questionado por não contratar como o Chelsea, o treinador disse que os Liverpool trabalham com muita inteligência e precisão no mercado. O alemão já comprovou isso anteriormente, porém voltou a nos mostrar que está muito bem de mira.

Com a aquisição de Thiago Alcântara, o Reds vem muito mais forte para a temporada após ter solucionado o seu grande problema: um meio-campista criativo, versátil e "World Class". Somando-se o espanhol ao trio de ataque: Salah, Mané e Firmino, aos volantes Fabinho e Henderson, aos laterais Arnold e Robertson, ao goleiro Alisson e ao zagueiro Van Dijk, o clube da terra dos Beatles monta um esquadrão que pode entrar na história do esporte, caso se desempenhar tudo aquilo que os jogadores já realizaram nas últimas duas temporadas.

O problema agora passa para quem deveria ser o companheiro de zaga do holandês Virgil Van Dijk. Logo que, Matip e Gomez disputam a posição, mas nenhum dos dois passa segurança e constantemente falham em gols adversários. Solucionando o problema, o Liverpool se tornará praticamente imbatível.

Manchester City

Pep já conquistou a Inglaterra duas vezes com o City. Agora, o foco é a Europa. Reprodução: GE

Quando Pep Guardiola ficou sem o título da Premier League, em 2017, o Manchester City conquistou a Inglaterra duas vezes consecutivas nos anos seguintes.Desse modo, com sede de troféus e de olho na Champions League, os citizens mantiveram a estrutura do time para a nova temporada. Ademais, agora sem o ídolo David Silva, Pep encontrou no jovem Folden a solução. Por isso, a dificuldade fica em substituir o alemão Sané, que foi para o Bayern de Munique, assim o catalão ainda não encontrou um atacante pela esquerda que realizasse o papel do ex-comandado.

Com um ótimo goleiro, uma defesa sólida, um meio-campo que conta com o melhor do mundo na posição e um ataque poderoso, Pep Guardiola espera voltar a vencer troféus importantes nessa temporada, já que na última temporada conquistou apenas a Suercopa da Inglaterra e a Copa da Liga Inglesa. Tendo Kevin De Bruyne, Bernardo Silva, Ederson, Rodri e Laporte no elenco, a missão se torna mais fácil, porém o Liverpool de Kloop, que já se mostrou um rival muito duro para o Manchester City, e o Chelsea prometem atrapalhar os planos do catalão.

Real Madrid

Após recuperar o domínio na Espanha, o Real Madrid quer voltar a dominar a Europa: Reprodução: GE

Fechando a nossa lista, vem o maior clube da história do futebol. Havia muita desconfiança com Zidane e o Real Madrid no último ano, mas o treinador conseguiu achar uma fórmula de vencer sem Cristiano Ronaldo e conquistou a La Liga. Dessa forma, sabendo se defender muito bem e agredindo de forma dinâmica e rápida o adversário, Zinedine provou ao mundo que pode superar a era CR7 e conduzir a equipe espanhola a sua 14ª Champions.

Recuperando o prestigio dos meio-campistas Toni Kroos e Luka Modric e transformando Benzema em uma arma letal, Zidane fez do seu elenco um cardápio lotado de opções decisivas, começando por Courtouis, que vinha mal na última temporada, mas se recuperou brilhantemente. Além disso, Varane e Sergio Ramos formam uma das melhores duplas de zaga do mundo, atacando quando necessário e sendo muito difíceis de serem vencidos.

No meio, Casemiro, Kroos e Modric provam que ainda podem ser o meio-campo mais poderoso que existe. Na frente, Benzema comanda um ataque fortíssimo que conta com a estrela Eden Hazard. Outrossim, a renovação é nítida e gradual no Real Madrid, tendo em vista a utilização de Vinícius Júnior, Rodrygo e Odegaard, fazendo que o clube tenha jogadores bem fisicamente e prontos para atuar quando necessário. Desse modo, o vasto elenco possibilita mudanças na forma do Madrid jogar, dependendo do adversário e deixando o esquema de Zidane versátil e difícil de ser estudado e neutralizado.


Leia Também:


Maiores artilheiros brasileiros nas ligas europeias

https://www.onagaveta.com.br/post/maiores-artilheiros-brasileiros-nas-ligas-europeias

Cinco jogadores que cursaram o ensino superior

https://www.onagaveta.com.br/post/jogadores-que-cursaram-o-ensino-superior

Treinadores estrangeiros que não deram certo no futebol brasileiro https://www.onagaveta.com.br/post/treinadores-estrangeiros-que-n%C3%A3o-deram-certo-no-futebol-brasileiro