• Mariana Costa

A decepcionante janela de transferências do Manchester United é culpa dos donos do clube

Após ser comprado pela família Glazers, o Manchester United deixou de ser uma instituição de futebol e virou uma empresa a procura de lucros.


Glazers e dirigentes do Man United. (Foto: Graham Chadwick)
Glazers e dirigentes do Man United. (Foto: Graham Chadwick)

Após o fim do DeadlineDay, a torcida do Manchester United estava decepcionada e furiosa com mais uma janela de transferências patética por parte do clube. Nem mesmo a chegada de Alex Telles e Cavani deixaram o ambiente menos tenso, que ainda piorou com a derrota vexatória para o Tottenham por 6-1 em pleno Old Trafford.


Quem acompanha de longe se pergunta como um time vencedor como o Manchester United se tornou um mero coadjuvante no futebol europeu após a saída de Sir Alex Ferguson. Bem, existem várias questões e muitos culpados. Ole Solskjaer, pediu a contratação de alguns jogadores específicos como Jadon Sancho, Grealish e Upamecano, mas os dirigentes rejeitaram (informação confirmada pelo jornalista da ESPN, Mark Ogden). 


Ole Solskjaer cada dia mais pressionado. (Foto: PAUL ELLIS/Getty Images)
Ole Solskjaer cada dia mais pressionado. (Foto: PAUL ELLIS/Getty Images)

Mas por qual motivo o United não quis ouvir os pedidos de Solskjaer? Dinheiro! Essa é a razão que os Glazers e o vice-presidente executivo Ed Woodward ignoraram o treinador. Isso não é novidade para ninguém que torce pelo Manchester. Os pedidos de David Moyes, Van Gaal e José Mourinho que treinaram o clube após a saída de Ferguson, também foram desconsiderados por quem comanda a instituição. É um ciclo vicioso que se repete a cada dois ou três anos.  Quando se analisa as janelas de transferências desde a saída de Ferguson, os números comprovam que os donos só investem quando o time termina fora da UEFA Champions League. No momento em que se classificam como ocorreu, os Glazers entendem que não precisam gastar. Os donos não querem títulos e sim o dinheiro que o United arrecada com a participação na maior competição da Europa. Por mais que o futebol praticado pela equipe de Solskjaer seja irregular desde que chegou, o problema não é ele ou dos técnicos que passaram, e sim dos donos que não entendem nada de futebol. A instituição se mostra despreparada em todos os setores. O presente e muito menos o futuro demonstram que o Manchester voltará ao topo enquanto forem comandados por incompetentes que lá se encontram.


Confira Também: https://www.onagaveta.com.br/post/time-da-s%C3%A9rie-c-pode-abandonar-o-campeonato